Advogada descobre fraude e salva peão humilde de viver na miséria em Bela Vista

Advogada de Campo Grande, Érita Dias dos Santos dos Anjos, 38 anos, pôs fim ao drama de um peão de fazenda, de 58 anos, vítima de um golpista, em Bela Vista. O suspeito, que morou na mesma cidade, se passou pelo trabalhador, sugou benefícios e até dinheiro de uma casa simples. Mas o destino soube dar o troco e hoje quem amarga situação precária é o criminoso. 

Segundo a operadora do Direito, a aflição do peão começou quando ele foi se vacinar contra a covid-19. No posto, fora informado que já havia sido imunizado, sendo que não, e foi aí que as desconfianças vieram. 

Tempos depois, a vítima percebeu que valores de benefícios estavam faltando em sua conta, além do nome negativado no SPC e Serasa e procurou a profissional. Nem o Auxilio Emergencial durante a pandemia o peão conseguiu receber e empréstimos foram feitos no nome dele. 

Érita foi procurada em janeiro de 2022, investigou e repassou o caso à Polícia Federal do MS, já que a fraude também era contra o INSS, autarquia federal que paga aposentadorias e outros benefícios. 

”Quando meu cliente descobriu o mundo dele caiu… ele tem pouca instrução, assina o nome com a digital e diz que não comprava nada fiado, só pagava no dinheiro”, disse Érita. 

Um detalhe interessante é que, como o golpista se passava pelo trabalhador em todos os sentidos, por medo, a vítima vendeu uma casa às pressas e por um preço menor para que possíveis herdeiros do criminoso não reclamassem o imóvel. Mas não teve jeito! Em novembro de 2022, o larápio sacou cerca de R$ 17 mil da venda na Caixa Econômica Federal de Jardim.  

A investigação da advogada, da PF e Polícia Civil de Jardim avançou e coisas inusitadas vieram à tona. Foi descoberto que o suspeito aproveitou o tempo de trabalho da vítima em zona rural e juntou com o que ele mesmo tinha trabalhado e pediu aposentadoria.   

”Falei para o delegado federal: ‘doutor, o único jeito da gente pegar ele é pelo INSS”’, comentou a advogada. Dito e feito! Outro detalhe interessante é que o criminoso, que se mudou para Goiás, sofreu um acidente gravíssimo de moto, onde a esposa faleceu e ele perdeu uma perna. 

”Aí ele foi ao INSS pedir majoração de 25% do benefício por invalidez por causa da perna e eu descobri isso antes. Foi durante a perícia, que é presencial, que ele foi preso em flagrante em 31 de julho deste ano em Goiânia”, narrou Érita Dias. 

Em uma das ocasiões, o suspeito chegou a ir de muletas ao banco e sacar dinheiro da vítima, inclusive há imagens disso. No momento da prisão o fraldário entregou os documentos e confessou. O inquérito da PF está em fase final.



Fonte

VÍDEO
PUBLICIDADE
COLUNISTAS
PREVISÃO DO TEMPO
Campo Grande
9°C
93% 75% 6m/s 140deg
PUBLICIDADE​
APOIO
ÚLTIMAS