Agricultura Familiar de MS se reúne na Capital para encerramento de Conferências e anúncio do Plano Safra

O governador Eduardo Riedel, o Ministro do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar, Paulo Teixeira e o secretário Jaime Verruck, da Semadesc (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação), participam nesta terça-feira (25), do lançamento do Plano Safra da Agricultura Familiar na região Centro-Oeste e da programação da Conferência Estadual da Agricultura Familiar, que acontecem a partir das 8h no Centro de Convenções Rubens Gil de Camilo, em Campo Grande.

O evento irá contar com a presenças do Secretário Executivo da Agricultura Familiar, Povos Originários e Comunidades Tradicionais, da Semadesc, Humberto de Mello Pereira; do diretor-presidente da Agraer (Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural), Washigton Willeman de Souza), além de parlamentares estaduais, federais e representantes das entidades representativas do setor em Mato Grosso do Sul. A expectativa é de que cerca de 800 pessoas participem da Conferência.

O ministro do MDA, Paulo Teixeira, deve anunciar a destinação de R$ 400 milhões do Plano Safra da Agricultura Familiar, somente para Mato Grosso do Sul. A estimativa do governo federal é de que os agricultores e agricultoras familiares da região Centro-Oeste contratem mais de R$ 4 bilhões em crédito rural na safra 2023/2024. Para todo o Brasil, são R$ 77 bilhões, em ações para fortalecer a agricultura familiar, aumentar a produtividade no campo, promover a transição agroecológica e levar alimentos saudáveis para as famílias brasileiras. Os detalhes serão apresentados pelo ministro em coletiva às 11h, no auditório Pedro de Medeiros, no Centro de Convenções.

A Conferência Estadual da Agricultura Familiar em Campo Grande encerra a série de Conferências Regionais do segmento em Mato Grosso do Sul, iniciadas no mês de maio e que reuniram mais de 2 mil participantes de todos os municípios sul-mato-grossenses. Ao todo, a Secretaria Executiva da Agricultura Familiar, Povos Originários e Comunidades Tradicionais da Semadesc realizou 13 edições das conferências, sendo duas com povos originários, uma com comunidades quilombolas e uma com comunidades de pescadores.

O objetivo foi o de levantar demandas e anseios da população, autoridades e instituições presentes na Agricultura Familiar do Estado. O passo seguinte, é inseri-las no orçamento do PPA (Plano Plurianual 2024/2027). “Isso vai garantir os investimentos necessários para fortalecer as associações e cooperativas, para capacitar jovens, para adquirir insumos, modernizar equipamentos e garantir investimentos em educação, ciência e inovação. Isso será possível se garantirmos que a agricultura familiar esteja presente no orçamento de Mato Grosso do Sul”, comenta o secretário executivo Humberto de Mello Pereira.

“O Governo do Estado, por meio da ação da Semadesc, realiza uma série de projetos e programas voltados para a agricultura familiar. Agora, com a realização das conferências, ampliamos os canais de diálogo e temos possibilidade de planejar políticas públicas conjuntamente, que trazem mais segurança e tranquilidade aos agricultores familiares. O próximo passo é sistematizar as propostas discutidas, envolvendo líderes políticos, produtores e a Assembleia Legislativa. A intenção é garantir que as propostas sejam consolidadas no Plano Plurianual (PPA) do governo do Estado, contando com a colaboração do governo federal e dos prefeitos para alcançar resultados concretos na agricultura familiar”, afirma o secretário Jaime Verruck.

Em todas as conferências, os Conselhos Municipais de Desenvolvimento Rural Sustentável e os escritórios locais da Agraer reuniram representantes dos movimentos sociais, órgãos governamentais e demais membros para discutirem e selecionarem as demandas da agricultura familiar em seus respectivos municípios.

Fonte

VÍDEO
PUBLICIDADE
COLUNISTAS
PREVISÃO DO TEMPO
Campo Grande
23°C
100% 75% 4m/s 20deg
PUBLICIDADE​
APOIO
ÚLTIMAS