Alessandro Silva é tricampeão mundial paralímpico em Paris

Atleta mantém hegemonia no lançamento de disco da classe F11 – cegos

O paulista Alessandro Silva conquistou o tricampeonato mundial na prova do lançamento de disco da classe F11 (cegos) na madrugada deste sábado (15), no horário de Brasília, no Mundial de Atletismo Paralímpico disputado em Paris, na França.

Líder da disputa desde o terceiro lançamento, no qual fez 44 metros e 15 centímetros, o brasileiro ainda ampliou a liderança na última chance, com a marca de 45 metros e 30 centímetros, a melhor marca do atleta na temporada. A prata ficou com o iraniano Mahdi Olad (43,73m), enquanto o bronze foi do espanhol Alvaro Cano (37,60m).

Alessandro assumiu a liderança da prova logo na sua terceira tentativa, quando lançou o disco em 44,15m, e depois não perdeu mais o primeiro lugar da disputa. No último lançamento, ampliou a distância e atingiu 45,30m, a sua melhor marca na temporada.

“Dever cumprido. Feliz em saber que o trabalho que está sendo feito tem tido bons resultados. Quem ganha a prova é a cabeça. Com a ajuda de psicólogos aliada à nossa experiência, consigo competir mais calmo hoje em dia. Saber que estou fazendo o meu máximo me tranquiliza”, afirmou Alessandro, que já havia ficado com a prata no arremesso de peso na última quarta-feira (12), no mesmo Mundial, em entrevista à assessoria do Comitê Paralímplico do Brasil.

Brasília (DF) 15/07/2023 O paulista Alessandro Silva conquistou o tricampeonato mundial na prova do lançamento de disco da classe F11 (cegos) na madrugada deste sábado no torneio disputado em Paris (França). Foto Divulgação
Paulista Alessandro Silva na prova do lançamento de disco da classe F11 (cegos) na madrugada deste sábado – Foto divulgação

No lançamento de disco, Alessandro Silva já havia sido campeão mundial em Dubai 2019 e Londres 2017 e ouro nos Parapans de Toronto, em 2015, e Lima, em 2019, e nos Jogos Paralímpicos do Rio 2016 e Tóquio 2020.

A delegação nacional tem 54 atletas e 11 atletas-guia nesse que é o primeiro evento de nível internacional da modalidade após os Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020.

Com mais esse pódio, o Brasil segue vice-líder do quadro de medalhas. São 32 pódios, 11 ouros, oito pratas e 13 bronzes. A China é líder: 14 ouros, 13 pratas e sete bronzes.

Fonte: Agência Brasil

VÍDEO
PUBLICIDADE
COLUNISTAS
PREVISÃO DO TEMPO
Campo Grande
14°C
82% 75% 5m/s 150deg
PUBLICIDADE​
APOIO
ÚLTIMAS