Bolsistas do Governo de MS integram seleção brasileira nos Jogos Parapan-Americanos

Beneficiários do Bolsa Atleta e Bolsa Técnico, programas do Governo de Mato Grosso do Sul coordenados pela Fundesporte (Fundação de Desporto e Lazer) e Setescc (Secretaria de Estado de Turismo, Esporte, Cultura e Cidadania), integram a seleção brasileira paralímpica para a disputa da quinta edição dos Jogos Parapan-Americanos de Jovens. A competição internacional acontecerá em Bogotá, capital da Colômbia, entre os dias 2 e 12 de junho.

O sul-mato-grossense Gustavo Henrique Alvares, da Ativa (Associação de Atividades de Valorização e Apoio ao Desporto Educacional), ajudará o Brasil no futebol PC (atletas com paralisia cerebral). Sob o comando da técnica Anne Talitha Silva, a judoca Hellen Cordeiro Machado vai em busca de medalhas no tatame. Além dos três bolsistas, Mato Grosso do Sul terá mais dois participantes no evento: Gabriel Ferreira Rodrigues e Kelly Kethyllin Victorio, ambos do judô. Todos os citados da arte marcial japonesa representam o Ismac (Instituto Sul-Mato-Grossense para Cegos “Florivaldo Vargas”).

Ao todo, o Brasil terá 96 paratletas nos Jogos, convocados pelo CPB (Comitê Paralímpico Brasileiro). Destes, 16 são do basquete em cadeira de rodas, oito da bocha, 10 do futebol de cegos, 12 do futebol PC, 10 do goalball, 16 do halterofilismo, cinco do judô, oito do tênis de mesa, três do tênis em cadeira de rodas e oito do vôlei sentado. As equipes de atletismo e natação não farão parte da missão brasileira. Segundo o CPB, o Comitê Organizador local afirmou não ter condições de oferecer classificação funcional a todos os atletas inscritos nas duas modalidades.

A expectativa é de que 900 paratletas estejam presentes no Jogos, de 21 países. A delegação brasileira já está a caminho de Bogotá, após dois dias de concentração e treinos no Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo (SP), a casa do paradesporto nacional. A cerimônia de abertura dos Jogos, assim como as primeiras disputas, acontecerão no sábado (3). Nesta data inaugural, haverá partidas de basquete em cadeira de rodas e tênis de mesa.

Retrospecto

Das quatro edições anteriores do Parapan de Jovens, o Brasil só não participou da primeira, em Barquisimeto, na Venezuela, no ano de 2005. Quatro anos depois, em Bogotá, a delegação brasileira estreou no evento com 134 medalhas (78 de ouro, 39 de prata e 17 de bronze). Em 2013, na cidade de Buenos Aires (ARG), o país teve o seu melhor desempenho e foi campeão com 209 pódios (102 ouros, 65 pratas e 42 bronzes).

Já em 2017, em São Paulo, última vez em que os Jogos Parapan-Americanos de Jovens foram realizados, o Brasil voltou a liderar o quadro de medalhas, com 139 no total: 66 de ouro, 41 de prata e 32 de bronze. A atual edição estava marcada para 2021, porém, devido à pandemia de Covid-19, foi adiada por duas vezes até junho deste ano.

Lista de convocados do Brasil – Jogos Parapan-Americanos de Jovens

Lucas Castro, Comunicação Fundesporte (com informações do CPB)
Foto: Divulgação

VÍDEO
PUBLICIDADE
COLUNISTAS
PREVISÃO DO TEMPO
Campo Grande
23°C
100% 75% 4m/s 20deg
PUBLICIDADE​
APOIO
ÚLTIMAS