Capacitação fortalece combate à dengue em unidades da SAS

Profissionais que atuam nos Centros de Referência em Assistência Social (Cras), Centros de Convivência e Centros de Convivência do Idoso, participaram nesta quinta-feira (06), de uma capacitação do programa “Integrado Intersetorial de Colaborador Voluntário”, organizado pela Coordenadoria de Controle de Endemias Vetoriais da Secretaria Municipal de Saúde (CCEV/Sesau).

A abertura contou com a presença dos secretários de Assistência Social (SAS) José Mário Antunes e da Saúde  Sandro Benites. A palestra foi ministrada pelo gerente técnico da Coordenadoria de Controle de Endemias Vetoriais, Marcos Luiz de Oliveira, que falou sobre as doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti, biologia dos vetores até os cuidados que devem ser tomados nos espaços e a importância de reforçar as campanhas entre os usuários do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, que frequentam as 29 unidades da Proteção Básica da Secretaria de Assistência Social do município.

No total, participaram da capacitação 40 servidores entre coordenadores e funcionários das unidades que irão auxiliar no combate e conscientização sobre os perigos da dengue, chikungunya e zika. A iniciativa acontece em parceria com a Superintendência de Gestão do SUAS, por meio da Gerência de Educação Permanente da SAS.

O secretário municipal de Assistência Social, José Mário Antunes da Silva, destacou a importância de realizar atividades junto às crianças que participam do SCFV. “Este é um trabalho que não pode ser esquecido, porque todo ano temos casos de dengue e das doenças relacionadas ao mosquito transmissor. Por isso, o melhor trabalho é o que realizamos com as crianças porque elas se tornam multiplicadores de nossas orientações dentro de casa, com suas famílias”, pontuou.

Já o secretário municipal de Saúde, Sandro Benites, falou sobre a gravidade das doenças transmitidas pelo Aedes aegypti e ressaltou que, mesmo com a queda de 80% no número de casos de dengue, é preciso manter o trabalho preventivo. “Temos a possibilidade de criar uma vacina eficiente, mas até lá temos que fazer nosso trabalho, divulgando essas orientações e pedindo o apoio dos nossos colaboradores por meio dessas capacitações”, frisou.

O secretário ainda ressaltou que, além da grande quantidade de terrenos na Capital, os pequenos espaços dentro de casa necessitam de uma atenção especial, já que grande parte dos focos do mosquito estão em vasos, latas e calhas, ambientes preferidos do Aedes.

Servidora do Cras Vida Nova, a psicóloga Simone Lins participou pela segunda vez da capacitação e considera o trabalho diário a principal ferramenta de combate à dengue. “Todos os funcionários trabalham para manter a limpeza da unidade e sempre desenvolvemos ações educativas com as crianças para reforçar esses cuidados. Temos que estar sempre atentos ao que podemos fazer para evitar essas pandemias”, afirmou.

As próximas capacitações irão contemplar os profissionais das unidades da Proteção Social Especial da SAS.

Sobre o programa

O programa “Integrado Intersetorial de Colaborador Voluntário” é mais uma das estratégias que foram implementadas no município de Campo Grande, para o combate ao mosquito Aedes aegypti. A ferramenta é considerada referência na cooperação ao congregar esforços no controle da proliferação do mosquito, no âmbito interinstitucional.

O programa nasceu com objetivo de instituir a cultura da prevenção, implementando ações compartilhadas entre o poder público e privado, propiciando às empresas envolvidas no processo condições para desenvolverem de modo eficiente o programa de prevenção evitando as doenças de caráter endêmico e epidêmico.

Desde a implantação do programa, a equipe de gerenciamento técnico do município tem realizado capacitações técnicas com os servidores das instituições que fizeram a adesão, a fim de implantá-lo, e buscar multiplicadores no controle de vetores em Campo Grande.

Entre os colaboradores estão o Comando Metropolitano do Corpo de Bombeiros e seus nove batalhões; a Funesp, juntamente com seus parques e praças espalhados por Campo Grande; o 15° Batalhão da Polícia Militar Ambiental e a Secretaria Municipal de Educação (Semed), onde 100% das escolas municipais, tanto em perímetro urbano, quanto nas zonas rurais, aderiram.

Fonte: Portal da prefeitura municipal de Campo Grande

VÍDEO
PUBLICIDADE
COLUNISTAS
PREVISÃO DO TEMPO
Campo Grande
25°C
44% 0% 3m/s 30deg
PUBLICIDADE​
APOIO
ÚLTIMAS