CIJ capacita 150 colaboradores da Suzano contra abuso sexual infantil

Nesta quinta-feira, dia 23 de maio, cerca de 150 trabalhadores e colaboradores vinculados às atividades da Indústria de celulose Suzano, da comarca de Ribas do Rio Pardo, foram capacitados para o enfrentamento do abuso e exploração sexual contra crianças e adolescentes. A ação, em alusão ao Maio Laranja, foi promovida pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul, por meio da Coordenadoria da Infância e da Juventude (CIJ), devido ao Termo de Cooperação entre o Judiciário de MS e a empresa Suzano.

A capacitação iniciou com a psicóloga jurídica do TJMS, Renata Queiroz Giancursi, durante o “Diálogo Diário de Segurança”, um protocolo formativo da empresa Suzano, momento em que foram abordadas as formas de violência e de abuso sexual contra crianças e adolescentes. Duas turmas, uma composta por técnicos e outra pela equipe de gestão e diretoria, receberam informações sobre o que é o abuso sexual infantil, como combatê-lo e prevenir.

Dentre os tipos de violência apresentados aos trabalhadores destacam-se a física, a psicológica, a sexual, a autoinfligida, a institucional e a negligência. Foi explicitada a diferença entre exploração sexual e abuso sexual e apresentados artigos importantes do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA); da Lei nº 13.431/2017, que estabelece o sistema de garantia de direitos da criança e adolescente vítima ou testemunha da violência; e da Lei nº 14.344, chamada de Lei Henry Borel.

Em outro momento, foi realizada Mentoria com multiplicadores indicados pela empresa Suzano. Com estudos mais aprofundados sobre os temas do abuso sexual e violência contra crianças e adolescentes, os multiplicadores terão instrumentos para atuarem como replicadores para todos os colaboradores da Suzano Celulose e sociedade de Ribas do Rio Pardo.

A ação justifica-se em razão do aumento desse tipo de violência e do desejo de ampliar o engajamento social no combate a todo tipo de violência contra crianças e adolescentes.

Saiba mais – A ação desta quinta-feira decorre da parceria estabelecida entre o Tribunal de Justiça, a empresa Suzano e o município de Ribas do Rio Pardo, com a assinatura de um termo de cooperação mútua para intensificar as ações de prevenção contra o abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes no município para implementação do programa Agente do Bem.

Com o termo de cooperação mútua, o Tribunal de Justiça, por meio das Coordenadorias da Infância e da Juventude e da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar, junto do Juízo da comarca de Ribas do Rio Pardo, atua como multiplicador de informações e conhecimento sobre toda a legislação envolvendo o tema.

Com o início das operações da empresa Suzano em 2024, foi consolidado Mato Grosso do Sul como o maior produtor e exportador de celulose do país. Durante o pico de construção da unidade, foram gerados aproximadamente 10 mil empregos diretos, além de milhares de empregos indiretos, o que modificou a estrutura da cidade e trouxe novos desafios a serem enfrentados.

O programa Agente do Bem tem como objetivo mobilizar todos os setores da sociedade local para participar de ações de proteção dos direitos de crianças e adolescentes nas cidades. A iniciativa também inclui ações para a proteção dos direitos das mulheres em decorrência do aumento do número de casos de violência doméstica que tem sido registrado no Brasil.

Fonte

VÍDEO
PUBLICIDADE
COLUNISTAS
PREVISÃO DO TEMPO
Campo Grande
28°C
42% 0% 5m/s 360deg
PUBLICIDADE​
APOIO
ÚLTIMAS