CUFA lança terceira edição da Taça das Favelas São Paulo

Evento ocorreu nesta segunda-feira, no Museu do Futebol, no Pacaembu, na capital paulista

Nesta segunda-feira, em São Paulo, a Central Única das Favelas (CUFA) realizou o evento de lançamento da terceira edição da maior competição entre favelas do mundo.

A Taça das Favelas terá o pontapé inicial no próximo sábado, 1º de julho, na Vila Manchester, zona leste da capital. As finais estão previstas para o dia 18 de novembro.

Essa é a terceira edição da competição que começou em 2019. Após a pausa em 2020 e 2021, por conta da pandemia da Covid-19, voltou em 2022, quando foi vencida por Paraisópolis, no feminino, e Jardim Ibirapuera, no masculino, com as finais sendo transmitidas ao vivo na TV Globo.

Thaynara Policarpo, jogadora da Marcone — Foto: Damaris Lopes

O torneio, que é considerado uma grande vitrine para meninos e meninas que desejam chegar ao profissional, aceita jogadores do masculino de 14 a 17 anos, enquanto no feminino, as jogadoras precisam ter no mínimo 14 anos e não há idade máxima.

– A Taça das Favelas é muito importante para dar visibilidade ao futebol feminino, já que pode abrir portas para meninas que, assim como eu, sonham em ser jogadoras e não vão desistir – disse Thaynara Policarpo, de 26 anos, jogadora da Marcone.

Pela primeira vez, a Taça das Favelas São Paulo realizou uma Série B na categoria masculina, de onde se classificaram 16 favelas, que vão se juntar à elite do torneio, totalizando mais de 100 seleções de favela de todo estado de São Paulo.

Além disso, diferentemente das outras duas versões que já iniciavam com um mata-mata desde a primeira rodada, este ano as equipes passarão por uma fase de grupos antes de começar os jogos eliminatórios.

– Esse novo formato é melhor, pois antes cada jogo era uma final, e agora você vem com a expectativa que vai fazer três jogos. Então, conseguimos ajustar o time entre um duelo e outro – comentou Luiz Marcos dos Santos, mais conhecido como professor Lula, treinador do masculino da Favela 1010 que chegou à final em 2019.

Professor Lula, técnico da Favela 1010 — Foto: Damaris Lopes
VÍDEO
PUBLICIDADE
COLUNISTAS
PREVISÃO DO TEMPO
Campo Grande
22°C
88% 20% 4m/s 350deg
PUBLICIDADE​
APOIO
ÚLTIMAS