Curso de artesanato em macramê, fomenta geração de renda em mulheres assistidas pela SEMU

A Prefeitura de Campo Grande, por meio da Subsecretaria de Políticas para a Mulher (Semu), oferece cursos de capacitação profissional para entidades e órgãos assistenciais que apoiam mulheres vítimas de violência doméstica e de comunidades que buscam qualificação para empreender em novos negócios ou complementar renda. Na última semana, duas entidades foram atendidas pelo curso de Suporte para Planta em Macramê.

O macramê para vasos é uma opção de artesanato que pode ser utilizado como suporte de vaso, trazendo a técnica de tecelagem feita através de nós para evidenciar plantas e flores. Ao todo 30 mulheres participaram do curso.

Uma das entidades atendidas pela Semu, foi a Escola Mães Luz, idealizada e planejada desde 2007 pela coordenadora do projeto, Silvia Tavares Farina. Os voluntários, formados por uma equipe especializada, trabalham a saúde mental das mulheres que são mães e vivem em situação de vulnerabilidade.

“Os cursos que chegam até nós, através da Subsecretaria de Políticas para a Mulher, são de extrema relevância para essas mulheres que, muitas vezes, não se encontram somente em estado de vulnerabilidade, mas também sem esperança de melhorar suas situações financeiras. E nesses cursos, elas encontram um pouco de tudo isso, já que além de trabalhar a questão do empreendedorismo, também é uma arte terapia, o que ajuda na autoestima”, aponta Silvia.

Alana Rocha tem 47 anos e participou da oficina de suporte de vasos para plantas em macramê. “Eu conheci o projeto por meio de um grupo no Whatsapp, quando também fui convidada para vir participar. Cheguei aqui e me apaixonei. Foi muito importante para mim, primeiramente como uma terapia, pois estava num momento muito difícil na minha vida. Logo foi tão bom também para aprender algo novo e que serve até mesmo como fonte de renda. Sou muito grata e feliz por essa oportunidade”, conta a Alana, que trabalha como moto entregadora.

Outra instituição que a Semu levou o curso de artesanato em macramê, foi para o Centro de Convivência da Associação Esportivo e Cultural Nipo Brasileira, criado para o atendimento à saúde e ao bem-estar de pessoas da terceira idade.

“Para nós, que trabalhamos principalmente com mulheres idosas, os cursos de artesanatos oferecidos pela Semu são de extrema importância, já que estimulam as habilidades motoras, trabalham com a mente e o mais importante, promovem a interação social. Elas não ficam só em casa, isoladas, em situações que podem até mesmo levar a uma depressão. Uma ajuda a outra, uma ensina o que outra não sabe e esses gestos, elas acabam levando para fora daqui mesmo, para suas vidas lá fora, quando muitas delas se tornam amigas e dividem seu cotidiano”, conta Adélia Guenka, diretora do Centro de Convivência.

VÍDEO
PUBLICIDADE
COLUNISTAS
PREVISÃO DO TEMPO
Campo Grande
28°C
61% 0% 2m/s 360deg
PUBLICIDADE​
APOIO
ÚLTIMAS