Em 10 dias, UPAs e CRSs realizaram quase 8 mil atendimentos infantis

Nos primeiros dez dias de julho, quase 8 mil atendimentos infantis foram realizados nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e Centros Regionais de Saúde (CRSs) de Campo Grande, conforme dados da Coordenadoria de Urgência (CUR) da Secretaria Municipal de Saúde (Sesau). O levantamento leva em consideração os atendimentos nas dez portas de urgência e emergência do município.

Conforme o balanço, de 01 a 10 de julho foram contabilizados 7.986 atendimentos infantis nos três horários. O maior volume de atendimentos se concentra no período noturno, onde há também maior número de profissionais escalados. Nesta terça-feira (11), por exemplo, há 23 pediatras previstos para atender à noite, distribuídos em cinco unidades (UPA Coronel Antonino, UPA Universitário, UPA Leblon, CRS Nova Bahia e CRS Tiradentes). De acordo com o relatório da CUR, durante a manhã foram 2.142 atendimentos realizados, à tarde 2.488 e à noite 3.356.

Em Campo Grande, o atendimento infantil ocorre nas dez unidades de urgência e emergência por demanda espontânea. Apesar de não haver a obrigatoriedade da divisão por especialidades, como ocorre na rede especializada-hospitalar, por exemplo, as maiores unidades contam com suporte do especialista pediatra. Atualmente, a rede pública de saúde da Capital conta com 66 pediatras, dos quais 38 estão envolvidos nos plantões das unidades de urgência e emergência.

A Sesau reforça que todas as unidades de urgência e emergência, independente de haver no momento da procura, o especialista em pediatria, realizam o atendimento de crianças, atendidas pelos médicos generalistas aptos a atender todas as faixas etárias.

A disponibilidade de um médico especialista em pediatria em uma UPA permite uma avaliação e tratamento mais específicos para crianças, considerando suas particularidades e necessidades de saúde. Os pediatras são profissionais capacitados para lidar com condições de saúde específicas da infância, como doenças pediátricas, desenvolvimento físico e cognitivo, imunizações e aconselhamento aos pais.

Recentemente, foi realizado um mapeamento e uma readequação das escalas de plantão dos médicos, enfermeiros e demais integrantes das equipes dessas unidades, visando garantir a continuidade do atendimento tanto para crianças quanto para adultos. No entanto, até o momento, não houve nenhuma alteração em relação às escalas. As eventuais mudanças a serem estabelecidas só serão deliberadas após ampla discussão com as categorias e anuência do Conselho Municipal de Saúde.

As escalas médicas das UPAs e CRSs são divulgadas diariamente no site da Prefeitura e nas redes sociais da Sesau, proporcionando transparência quanto ao número de profissionais escalados em cada unidade, de acordo com a demanda específica de cada uma delas.

Fonte: CG Notícias

VÍDEO
PUBLICIDADE
COLUNISTAS
PREVISÃO DO TEMPO
Campo Grande
22°C
88% 0% 3m/s 360deg
PUBLICIDADE​
APOIO
ÚLTIMAS