“Eu, mulher preta”: campanha Julho das Pretas tem ações com mulheres quilombolas, ribeirinhas, afro-indígenas e de axé

Sob o tema “Eu, Mulher Preta”, a campanha Julho das Pretas dedica o mês para ações e debates sobre políticas públicas de enfrentamento ao racismo, aos preconceitos e a todas as formas de violação de direitos, reafirmando o protagonismo e a participação das mulheres pretas.

Promovido pela Subsecretaria de Políticas Públicas para Promoção da Igualdade Racial, pasta ligada à Setescc (Secretaria de Estado de Turismo, Esporte, Cultura e Cidadania), o Julho das Pretas proporciona diálogos em torno da vivência negra na ciência, saúde, cultura, comunidades, quilombos, literatura, maternidade, envelhecimento, populações LGBTQIA+, afro-indígenas, espaços de poder e mulheres de axé.

Subsecretária de Políticas Públicas para Promoção da Igualdade Racial, Vânia Lúcia Duarte

“Este é o momento de reflexão da mulher negra na sociedade, reconhecer que existe o racismo, que é estrutural, gera dores, desigualdades, e que a população negra precisa de políticas públicas para ter ascensão em diferentes setores da sociedade”, ressalta a subsecretária de Políticas Públicas para Promoção da Igualdade Racial, Vânia Lúcia Duarte.

A programação inclui uma merecida homenagem à Raimunda Luzia de Brito, ativista e matriarca do movimento negro em Mato Grosso do Sul, oficina de dança circular cigana, troca de saberes e desfile com modelos afro-indígenas, oficina de tranças, bate-papo com mulheres haitianas, palestras e debates sobre empregabilidade, empreendedorismo, encontro com mulheres pretas em cargos de liderança.

“Procuramos fazer uma programação incluindo todos os segmentos da nossa pasta da Subsecretaria Racial. Então, teremos agendas em quilombos, com a população cigana, imigrantes haitianos, com os povos de matrizes africanas, de terreiros e também em bairros e comunidades periféricas”, explica Vânia.

As ações do Julho das Pretas vão alcançar todas as regiões de Campo Grande e também de Mato Grosso do Sul. Na cidade palco da FLIB (Feira Literária de Bonito), por exemplo, a subsecretaria estará com o Fórum Estadual dos Gestores de Promoção da Igualdade Racial, discutindo a trajetória social das mulheres negras/pretas e personagens femininas, além de abrir diálogo entre gestores municipais de promoção da igualdade racial.

“Buscamos dialogar com toda a população que tem essa atuação na prática da luta contra a discriminação, e estamos trazendo também as crianças, como foi no lançamento do livro Os sonhos de Ágatha que reuniu representantes das comunidades Tia Eva, São João Batista, Ramez Tebet, além de projetos sociais, justamente para trabalhar a interação dessa pauta geracional”, pontua a subsecretária.

Confira aqui a programação completa do Julho das Pretas

VÍDEO
PUBLICIDADE
COLUNISTAS
PREVISÃO DO TEMPO
Campo Grande
13°C
88% 100% 5m/s 160deg
PUBLICIDADE​
APOIO
ÚLTIMAS