“Gatos” geram perdas de R$ 175 milhões e cliente paga a conta

Ao menos 10% do prejuízo milionário é distribuído para os clientes por meio de tarifas nas contas de luz

As perdas financeiras provocadas por ligações clandestinas de energia, violação de medidores e desvios das cargas de medição somam R$ 175 milhões por ano no Brasil, de acordo com a Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica).

Conforme a empresa, ao menos 10% do prejuízo milionário é distribuído para todos os clientes por meio de tarifas nas contas de luz. Além disso, as fraudes conhecidas como “gato” sobrecarregam a rede elétrica e podem piorar a qualidade do serviço prestado, deixando o sistema mais vulnerável a interrupções e oscilações de energia.

Na manhã de ontem (21), a 1ª Delegacia de Polícia Civil em Corumbá, distante 419 quilômetros de Campo Grande, com apoio da concessionária, deflagrou operação para identificar fraudes em medidores de energia de residências e comércios do município.

No total, participaram da ação: 14 policiais civis, 2 agentes de Polícia Científica, 6 peritos criminais e 40 funcionários da concessionária. A ação foi desencadeada após o NRI (Núcleo Regional de Inteligência), com dados da empresa da Energisa, constatar divergências de informações sobre o consumo de energia.

Ao todo, 45 alvos foram mapeados. Havia irregularidades em cerca de sete imóveis, os responsáveis foram levados à delegacia para prestar esclarecimentos. O furto de energia é crime, com pena de 2 a 8 anos de reclusão, e pode causar acidentes fatais, incêndios e explosões por causa de ligações clandestinas.

VÍDEO
PUBLICIDADE
COLUNISTAS
PREVISÃO DO TEMPO
Campo Grande
25°C
78% 0% 3m/s 350deg
PUBLICIDADE​
APOIO
ÚLTIMAS