Governo de MS destina R$ 4,9 milhões em equipamentos para agricultura famililar

Com o compromisso de um Estado inclusivo, o Governo do Mato Grosso do Sul entregou na tarde desta quinta-feira (15) 335 itens, entre veículos, equipamentos para escritórios, maquinários e implementos agrícolas para o fortalecimento da agricultura familiar em 18 municípios. O investimento entregue hoje soma a quantia de R$ 4,9 milhões.

Os recursos são provenientes dos próprios cofres estaduais, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), da Superintendência do Desenvolvimento do Centro Oeste (Sudeco) e de emendas dos parlamentares da bancada estadual e federal.

A entrega dos equipamentos foi realizada na presença de prefeitos, vice-prefeitos, parlamentares e outras autoridades, no auditório da Semadesc (Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação).

O chefe do executivo estadual ainda destacou que além de equipamentos, a extensão rural leva tecnologia e assistência técnica, fornecendo infraestrutura e acesso aos mercados. “Para alguns assentamentos temos planejado estradas, pavimentação para que eles tenham melhor condição de acessar, se locomover, e mais competitividade”, afirmou.

Riedel aproveitou para anunciar que o Governo vai destinar R$ 10 milhões para aquisição de sementes e outros equipamentos para as 90 comunidades indígenas no Mato Grosso do Sul.

O secretário Jaime Verruck, da Semadesc, destaca a importância da entrega dos equipamentos para a atuação dos extensionistas e técnicos da Agraer no atendimento aos produtores da agricultura familiar em assentamentos, aldeias e propriedades da área rural.

“Estamos instrumentalizando nossa assistência técnica rural para garantir um trabalho cada vez mais eficiente na agricultura familiar. Este é um dos pilares da administração do governador Eduardo Riedel: ser mais inclusivo e melhorar a produção nas pequenas propriedades”.

Mais projetos

O titular da Semadesc também adiantou que já existe mais R$ 20 milhões alocados na Agraer oriundos de emendas da bancada federal. “Temos feito um levantamento em todos os assentamentos do Estado na coleta das demandas e necessidades para poder atender a agricultura familiar. Também estamos desenvolvendo um projeto inovador de descarbonização para 800 produtores rurais da agricultura familiar, dentro desta tendência e da remuneração [mercado de carbono neutro]”.

“Investir na modernização das estruturas que atendem o homem do campo é valorizar e oferecer condições para a melhoria da produção e da competitividade de assentamentos, comunidades indígenas e quilombolas”, destacou o diretor-presidente da Agraer, Washington Willeman.

Cerca de 70 mil famílias vivem da agricultura familiar em Mato Grosso do Sul. A atividade beneficia tanto aqueles que dependem da renda da terra para o sustento como para milhões de brasileiros que consomem, diariamente, a produção familiar.

Alexandre Gonzaga, Comunicação Governo de MS
Fotos: Saul Schramm

VÍDEO
PUBLICIDADE
COLUNISTAS
PREVISÃO DO TEMPO
Campo Grande
17°C
67% 75% 4m/s 180deg
PUBLICIDADE​
APOIO
ÚLTIMAS