Lula não disse que é proibido fazer críticas a ele e ao PT

Não é verdade que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) disse, durante discurso no Foro de São Paulo, na quinta-feira (29), que não vai aceitar que façam críticas a ele ou ao PT. Na fala completa, o petista explicou que todos podem apontar erros, mas que ele preferiria que aliados falassem de maneira privada, já que na visão dele críticas públicas alimentam a extrema-direita.

A fala editada com o intuito de desinformar acumula ao menos 90 mil curtidas no Instagram e 5.000 compartilhamentos no Facebook até o início da tarde desta segunda-feira (3). O conteúdo enganoso também circula no WhatsApp, plataforma na qual não é possível estimar o alcance.

Publicações têm compartilhado um trecho editado do discurso do presidente Lula na abertura do Foro de São Paulo para sugerir que ele teria dito que não vai aceitar críticas de ninguém, inclusive aliados e militantes da esquerda. Na fala original, no entanto, o petista defende exatamente o contrário: que ninguém está proibido de criticar a gestão dele ou o partido.

Conforme pode ser verificado no vídeo acima, Lula disse:

“Nós precisamos tentar discutir os nossos erros, para que a gente possa corrigi-los. Eu não acho, companheira Gleisi, que a gente entre a esquerda aqui, possa um ficar fazendo crítica ao outro. Muitas vezes a gente tem o hábito de falar “ah, tal cara está errando, então a gente precisa punir, a gente não precisa conversar, nós não temos de conversar”. Não, entre amigos, a gente conversa pessoalmente. A gente não faz críticas públicas porque as críticas interessam à extrema-direita, não interessam ao povo.

Se nós tivermos algum problema com algum companheiro, a gente ao invés de criticá-los publicamente, a gente tem que conversar pessoalmente. Eu sou presidente da República, mas nenhum de vocês, nenhum, nem do PT, nem dos partidos brasileiros e nem dos partidos aliados da esquerda latino-americana, está proibido de fazer crítica a mim ou de chamar o PT à atenção por erro que eu possa cometer. Porque, senão, a gente não é companheiro. Senão, a gente não é aliado de verdade. Aliado não é aquele que está toda hora agradando e alisando, muitas vezes o verdadeiro amigo é aquele que diz que você está errado. Muitas vezes, o verdadeiro companheiro é aquele que te chama a atenção.”

As peças recortam uma reportagem da Jovem Pan News que, apesar de trazer a fala completa, destaca o fato de Lula ter dito que as críticas públicas “interessam à extrema-direita”: “Lula pediu para que os aliados parem com o chamado fogo-amigo. Lula não quer críticas públicas de aliados e pede para que essas críticas sejam feitas pessoalmente, sempre em particular”, explicou o repórter no início do vídeo. A legenda da reportagem, portanto, é distorcida.

Aos Fatos entrou em contato com a Jovem Pan News para abrir espaço para que eles comentem a checagem, mas não recebeu retorno até a publicação.

VÍDEO
PUBLICIDADE
COLUNISTAS
PREVISÃO DO TEMPO
Campo Grande
29°C
39% 0% 8m/s 350deg
PUBLICIDADE​
APOIO
ÚLTIMAS