Marinha dos EUA detectou implosão de submarino da OceanGate dias atrás, diz jornal

Sistema de detecção usado foi projetado para captar sinais de submarinos inimigos. Cinco pessoas morreram durante expedição turística aos destroços do Titanic.

Um navio da marinha dos Estados Unidos detectou o som da implosão do submarino da OceanGate dias atrás, de acordo com o jornal “The Wall Street Journal”, nesta quinta-feira (22). O barulho foi captado pelo sistema de acústica da embarcação poucas horas após o submarino mergulhar no Atlântico Norte no domingo (18).

“A Marinha dos EUA conduziu uma análise de dados acústicos e detectou uma anomalia consistente com uma implosão ou explosão nas proximidades de onde o submersível Titan estava operando quando as comunicações foram perdidas”, disse um oficial da marinha dos EUA ao jornal.

“Embora não sejam definitivas, essas informações foram imediatamente compartilhadas com o Comandante do Incidente para auxiliar na missão de busca e resgate em andamento”, afirmou o oficial.

As autoridades comunicaram nesta quinta que os cinco tripulantes do submersível morreram após o veículo implodir. O destino do submarino era ir até os destroços do Titanic, a quase 4 mil metros de profundidade em uma expedição turística.

As investigações para explicar os motivos do incidente continuam.

Nesta quinta, a Guarda Costeira dos EUA afirmou que a implosão deve ter gerado um som forte, mas que esse barulho não foi captado pelos navios e sonares que participavam da operação de resgate. Isso sugere que a implosão ocorreu antes do começo da operação.

Os ruídos que foram captados pelas equipes de buscas nos últimos dias aparentemente não tinham nenhuma relação com o submersível

Implosão catastrófica

A implosão foi confirmada porque os destroços que foram achados mostram que a cabine que protegia as pessoas da pressão do mar foi perdida. Ainda não se sabe em qual momento e por qual motivo a embarcação implodiu.

Foram encontrados um cone que ia na frente do submarino, além de um pedaço da parte da frente e outro da parte de trás da cabine de pressão.

As peças foram encontradas a cerca de 500 metros dos destroços do Titanic e estavam a uma profundidade de cerca de 4.000 metros.

Não se sabe ainda se haverá uma busca pelos corpos. O local é muito inóspito, segundo as autoridades.

Anúncio da morte

Pouco antes da entrevista coletiva da Guarda Costeira, a OceanGate, a empresa do submarino, afirmou em um comunicado que todos os passageiros tinham morrido.

As vítimas são:

  • o diretor-executivo da OceanGate, Stockton Rush, piloto do submarino;
  • o empresário paquistanês Shahzada Dawood;
  • Suleman Dawood, que é filho de Shahzada;
  • o bilionário e explorador britânico Hamish Harding;
  • e o ex-comandante da Marinha Francesa Paul-Henry Nargeolet, principal especialista no naufrágio do Titanic.

Destroços encontrados

A descoberta dos destroços nas áreas de buscas pelo submarino Titan foi feita por uma sonda perto de onde estão os restos do Titanic.

“Uma área com destroços foi descoberta dentro da área de busca por um veículo não tripulado perto do Titanic. Especialistas do comando unificado estão avaliando as informações”, disse na manhã desta quinta o comando Nordeste da Guarda Costeira norte-americana, que coordena as operações de busca.

Os restos do Titanic estão a 3.800 metros de profundidade em um ponto do Oceano Atlântico cerca de 600 quilômetros distante da costa do Canadá.

Fim do oxigênio

Pelas estimativas das equipes de buscas, se o submarino ainda estivesse inteiro na manhã desta quinta-feira, o oxigênio no interior da embarcação teria acabado por volta das 6h da manhã (horário de Brasília).

Desaparecimento

Confira, a seguir, um resumo com as principais perguntas e respostas sobre as buscas do submarino que desapareceu no Atlântico Norte.

🚢 Qual o objetivo da expedição? Ver os destroços do Titanic, que afundou em 1912, no Oceano Atlântico.

🧭 Onde estão os destroços do Titanic? A cerca 3,8 mil metros de profundidade, a 650 km da costa do Canadá.

💵 Quem organiza o passeio e quanto custa? A expedição é organizada pela empresa de turismo marítimo OceanGate Expeditions, que cobra US$ 250 mil (R$ 1,19 milhão) de cada passageiro.

🗓️ Quando o submarino desapareceu? A expedição começou na sexta-feira (16), partido de Newsfoundland, no Canadá. A descida propriamente dita teve início no domingo (18). A expectativa inicial era que demorasse cerca de duas horas para chegar aos destroços do Titanic, mas o módulo perdeu comunicação após 1 hora e 45 minutos de viagem.

🎮 Como era submarino? Chamado Titan, ele:

  • tinha 6,5 metros de comprimento por 3 metros de largura;
  • pesava mais de 10 toneladas e era feito de fibra de carbono e titânio;
  • era guiado por um joystick que se parece muito com um controle de videogame;
  • moveiase a uma velocidade de 3 nós (5,5 km/h) e é impulsionado por quatro propulsores;
  • podia levar até cinco pessoas;
  • e não era autônomo, como um submarino de grande porte, razão pela qual precisou ser carregado na superfície do mar por 643 km até a região da descida.

Um copo de isopor também era oferecido pela OceanGate, empresa que organizava a expedição de submarino até o Titanic, como suvenir da viagem. O objeto era mergulhado até o navio, pelo lado de fora do submarino, e tinha contato com o Titanic. Por causa da pressão do mar, o isopor ficava amassado.

  • Fonte: G1
VÍDEO
PUBLICIDADE
COLUNISTAS
PREVISÃO DO TEMPO
Campo Grande
29°C
37% 0% 5m/s 60deg
PUBLICIDADE​
APOIO
ÚLTIMAS