Meta se prepara para lançar ‘Threads’, que deve competir com o Twitter

Aplicativo desenvolvido como serviço do Instagram está previsto para ser lançado na quinta-feira (6). ‘Threads’ irá ao ar poucos dias após Twitter resolver limitar leitura de posts.

A Meta – empresa de Mark Zuckerberg que controla Facebook, Instagram e WhatsApp – se prepara para lançar um novo serviço, chamado “Threads”. A rede social deve competir diretamente com o Twitter e tem previsão de lançamento para a quinta-feira (6).

A rede social já aparece nas lojas de aplicativo, informando se tratar de um serviço do Instagram. O lançamento acontecerá poucos dias depois de o Twitter limitar a leitura de posts dos usuários.

Na Apple Store, o “Threads” se apresenta como um aplicativo de conversas de texto “onde as comunidades se reúnem para conversar sobre tudo, dos tópicos importantes para você hoje até o que estará em alta amanhã”.

Os usuários poderão ingressar na nova rede social com o login do Instagram, mantendo o mesmo username. A partir desta integração, será possível encontrar automaticamente os seguidores do Instagram já no Threads.

As imagens que foram disponibilizadas na Apple Store mostram que o aplicativo tem um design parecido com o do Twitter, com botões de curtida, comentário e compartilhamento. A apresentação indica que, além de texto, os usuários também poderão incluir fotos nas publicações.

Outro recurso que aparece na apresentação se refere à escolha de quem poderá responder aos posts feitos na rede social. Assim como no Twitter, o Threads permitirá que o usuário escolha deixar as respostas abertas ao público ou restritas aos seguidores ou pessoas mencionadas.

Imagens divulgadas pela Meta do ‘Threads’ — Foto: Reprodução

Limitações no Twitter

No sábado (1º), o dono do Twitter, Elon Musk, anunciou que a rede social passaria a limitar o número de posts que poderiam ser visualizados pelos usuários diariamente. As regras que estavam em vigor até esta segunda-feira (2) eram:

  • Contas verificadas: leitura de até 10.000 posts por dia;
  • Contas não verificadas: leitura de até 1.000 posts por dia;
  • Contas novas não verificadas: leitura de até 500 posts por dia.

Segundo Musk, o limite é temporário, mas ele não deu um prazo para que as restrições fossem removidas. O bilionário disse que o objetivo é lidar com os “níveis extremos” de extração de dados, citando robôs como o ChatGPT.

Ainda nesta segunda, o Twitter anunciou que o TweetDeck, que é uma ferramenta da rede social com recursos adicionais de monitoramento, será restrito para contas verificadas daqui 30 dias.

  • Fonte: G1
VÍDEO
PUBLICIDADE
COLUNISTAS
PREVISÃO DO TEMPO
Campo Grande
9°C
93% 75% 6m/s 130deg
PUBLICIDADE​
APOIO
ÚLTIMAS