Museu do Futebol abre as portas para receber torcida brasileira

Os torcedores acordaram muito cedo neste sábado (29) para ir ao Museu do Futebol, localizado no Estádio do Pacaembu, em São Paulo, para assistir ao segundo jogo da seleção feminina brasileira nesta Copa do Mundo de Futebol Feminina, realizada na Austrália e Nova Zelândia. Antes de o jogo começar, às 7h da manhã, muita gente já estava no museu para torcer pelo Brasil, que hoje enfrenta a difícil seleção da França. Por causa do horário, foi aos poucos que eles foram chegando ao museu, já com a bola rolando. Neste momento, a seleção francesa vai vencendo o Brasil por 1 a 0.

Quem chegou cedo, logo que o jogo estava sendo iniciado, foi a família de Diego Toledo, 35 anos, que veio de Campinas, no interior do estado. “Hoje viemos eu, minha esposa, minha mãe e meu filho. Viemos de Campinas para assistir ao jogo e poder conhecer o museu”, disse à Agência Brasil. “Queríamos ter essa experiência de poder conhecer o museu, conhecer São Paulo e também apreciar ao futebol feminino de uma forma diferente, estando aqui no Pacaembu, que é palco de grandes jogos”.

Toledo disse estar com boa expectativa dessa seleção brasileira na Copa do Mundo. “Tem uma representante da minha cidade na seleção, a Kerolin. Estou com o otimismo no alto. Vamos torcer ao máximo para que a seleção traga esse título, o primeiro do Brasil”, afirmou, destacando que espera um jogo duro hoje. “Vai ser um jogo difícil porque a França é uma boa seleção”.

Seu filho Allaf, de 9 anos, está torcendo pelo Brasil, mas achando o jogo complicado. “Está difícil o jogo, muito apertado”, afirmou o pequeno torcedor e fã da jogadora Marta.

Quem também levantou cedo para ver o Brasil foi Beatriz Titze, 32 anos, que estava acompanhada do namorado ver a partida. “Foi difícil levantar, mas a gente veio. Meu namorado viu no anúncio do museu que ia ter o jogo e a gente achou que seria legal vir. Eu não conhecia o espaço e está sendo bem legal a experiência”, disse, acrescentando que não gosta muito de futebol, mas sempre torce pelo Brasil. “Eu gosto de futebol na Copa. Não entendo muito, mas gosto de assistir”, afirmou, rindo. “Não conheço tanto o futebol, mas acho que temos que apoiar todos os esportes que o Brasil representa. Isso é muito importante. E, como todo brasileiro, quero ver a seleção ganhar”, acrescentou.

O jogo do Brasil no museu é transmitido em um telão de 160 polegadas, instalado na Sala Jogo de Corpo, que tem uma mini-arquibancada com capacidade para 200 pessoas. Essa não é a primeira vez que o Museu do Futebol se preparou para receber torcedores para acompanhar os jogos da Copa do Mundo feminina. Em 2019, foi com muito samba que a torcida assistiu ao jogo do Brasil.

O acesso para assistir às partidas desta edição da Copa do Mundo feminina é gratuito. Quem assiste ao jogo da seleção brasileira ainda pode entrar gratuitamente para conferir a exposição temporária Rainha de Copas, que faz um retrato da história das Copas do Mundo de mulheres, com um destaque especial para a participação das equipes brasileiras. A exposição fica em cartaz até o dia 27 de agosto.

Terceiro jogo

O museu pretende transmitir o terceiro jogo da primeira fase da Copa do Mundo, marcado para acontecer no dia 2 de agosto, contra a Jamaica. O jogo também acontecerá bem cedo: a partir das 7h da manhã (horário de Brasília).

Em sua estreia no campeonato, o Brasil goleou a seleção do Panamá por 4 a 0, com três gols marcados por Ary Borges.

 

Fonte: Agência Brasil

VÍDEO
PUBLICIDADE
COLUNISTAS
PREVISÃO DO TEMPO
Campo Grande
14°C
82% 100% 5m/s 160deg
PUBLICIDADE​
APOIO
ÚLTIMAS