Pacientes recebem orientações sobre Planejamento Familiar com apoio e acompanhamento de equipe multidisciplinar

Campo Grande, 29/07/2023 às 07:54

Pacientes atendidas na Rede Municipal de Saúde de Campo Grande têm acesso ao acompanhamento multidisciplinar, através das oficinas de Planejamento Familiar realizadas pelas equipes das unidades básicas e de saúde da família (UBSs e USFs), com apoio da EMulti – equipe formada por profissionais de diversas especialidades que são encarregados de dar suporte ao atendimento da Atenção Primária.

Durante as atividades, as pacientes recebem orientações sobre os métodos contraceptivos temporários e definitivos, como o preservativo, DIU, laqueadura e vasectomia, além de informações sobre a saúde sexual e reprodutiva. Nesta semana, o trabalho foi realizado pela EMulti Universitário na USF Los Angeles, com apoio da equipe da unidade.

O secretário municipal de Saúde, Sandro Benites, destaca que o Planejamento Familiar é uma estratégia essencial para garantir o acesso à saúde reprodutiva e a autonomia das pessoas na tomada de decisões sobre a maternidade e paternidade responsável.

“No contexto da Atenção Primária à Saúde, esse cuidado se torna ainda mais relevante, pois é nesse nível que se estabelecem os vínculos entre profissionais de saúde e a população, permitindo um acompanhamento integral e personalizado. Com o suporte de uma equipe multidisciplinar, o Planejamento Familiar proporciona informações sobre contracepção, prevenção de doenças sexualmente transmissíveis e apoio às gestantes, visando promover a saúde e a qualidade de vida destas pacientes”, diz.

Dados do Ministério da Saúde revelam que a gravidez na adolescência ainda é um desafio no Brasil. Segundo o último levantamento, cerca de 18% dos nascimentos no país são de mães adolescentes. Essa realidade evidencia a importância de ações de Planejamento Familiar e educação sexual para essa faixa etária, buscando evitar gestações não planejadas e garantir o acesso a informações sobre métodos contraceptivos e cuidados com a saúde sexual e reprodutiva.

“Oferecer um ambiente acolhedor e de confiança para que os usuários possam discutir suas necessidades e preferências em relação à contracepção e ao planejamento da família é um dos nossos grandes desafios. Nesse cenário, o trabalho dos profissionais de saúde inclui a oferta de informações claras e embasadas sobre os diversos métodos contraceptivos disponíveis no SUS, bem como a escuta qualificada das demandas e dúvidas dos pacientes”, complementa o secretário.

A equipe de saúde envolvida no Planejamento Familiar pode incluir médicos, enfermeiros, psicólogos, assistentes sociais e outros profissionais, trabalhando em conjunto para garantir o suporte necessário em cada etapa do planejamento familiar.

Fonte

VÍDEO
PUBLICIDADE
COLUNISTAS
PREVISÃO DO TEMPO
Campo Grande
30°C
30% 0% 6m/s 360deg
PUBLICIDADE​
APOIO
ÚLTIMAS