Prefeito de Nioaque contesta dados do IBGE e quer lei sancionada para evitar perdas de recurso

Prefeito de Nioaque, Valdir Couto de Souza Junior (PSDB), afirma que vai contestar os dados do Censo Demográfico 2022, que mostraram redução na população do município nos últimos anos. Os números oficiais do Censo foram divulgados na quarta-feira (28).

O Censo 2022 mostra que a população de Nioaque saiu de 14.391 habitantes em 2010 para 13.220 em 2022, redução de 1.171 habitantes na cidade conhecida por ser uma Vale dos Dinossauros, com pegadas históricas.

A decisão de contestar os dados do IBGE na Justiça, ocorre para evitar perdas de repasse de recurso. Além de mapear a população, o Censo também é utilizado para subsidiar políticas públicas e investimentos pelo poder público ou empresas privadas, o que pode impactar o orçamento municipal.

Para evitar as perdas financeiras, o prefeito Valdir espera que o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), sancione o PLP 139/2022, que evita perdas financeiras aos municípios em decorrência da mudança populacional do Censo.

“Estamos otimista que o presidente da república irá sancionar a PLP 139/2022 e vamos contestar sim”, disse o prefeito Valdir.

Outra prefeitura quer revisão dos dados

A Prefeitura de Corumbá, distante 426 km de Campo Grande, deve entrar na justiça para contestar os primeiros dados do Censo Demográfico 2022, divulgados oficialmente na última quarta-feira (28).

O levantamento aponta que a população da Cidade Branca reduziu de 103.703 pessoas em 2010 para 96.268 moradores em 2022, o que representa queda de 7.407 habitantes (7,14%). O resultado coloca o município como o que mais perdeu população no período de 12 anos.

VÍDEO
PUBLICIDADE
COLUNISTAS
PREVISÃO DO TEMPO
Campo Grande
23°C
100% 75% 4m/s 20deg
PUBLICIDADE​
APOIO
ÚLTIMAS