Prefeitura completa efetivo da GCM com últimos 75 candidatos aprovados para quadro permanente

A Prefeitura de Campo Grande convocou mais 75 candidatos aprovados para o quadro permanente da Guarda Civil Metropolitana. Com isso, completa-se o número de vagas anunciadas no Edital n. 01/2020 destinadas ao cargo de Guarda Civil Metropolitano da 3ª Classe. Nesta quarta-feira (19), os futuros empossados compareceram no Paço Municipal para entrega de documentação e recebimento de orientação sobre o processo de nomeação e posse.

Ao todo, os agentes passaram por seis fases, sendo a última com duração de quatro meses e intensa programação técnica-profissional para disponibilizar capacitação adequada e que atenda a todos os requisitos legais e administrativos para o ingresso na carreira da Guarda Civil Metropolitana. O edital publicado em 2020 formalizou 15.330 inscritos, o maior da história deste certame.

A formação dos candidatos foi realizada pela própria GCM. “O curso foi excelente, tenho certeza que todos os convocados saíram de lá preparados para o ofício. Eu desde pequeno pensava em ser um agente de segurança pública. Sou formado em química, mas não teve jeito, quando vi que tinha a possibilidade de entrar para a guarda, me inscrevi sem pensar. Quero estar nas ruas, prezando pela segurança das comunidades e cidadãos, e como músico, também pretendo um dia ingressar na banda da GCM. Estou muito feliz de hoje estar aqui”, disse Arthur Rodrigues de Mendonça, 24 anos, natural de Campo Grande.

Valéria Diniz da Silva, 37 anos, também comemora a convocação após a aprovação de seu primeiro concurso público. “Foi um caminho um pouco longo, estou nesse foco desde 2020. Eu me vejo nas ruas como agente de segurança, com o intuito de proteger a comunidade e futuramente, abordar trabalhos com políticas de prevenção sobre determinados territórios e grupos mais vulneráveis. O trabalho na GCM é apenas o início de um trabalho na segurança pública, quero ir muito mais além dentro desse contexto”.

“Desde criança eu me imaginava trabalhando como guarda, era um sonho que eu sempre tive. Quando abriu o edital, me inscrevi no curso e hoje estou aqui, prestes a tomar posse do que sempre desejei para a minha vida profissional. O curso foi muito satisfatório, as aulas práticas foram incríveis, mas foram nas modalidades de teoria que eu tirei mais proveito, como o conceito das leis, ética, de como trabalhar e ter um olhar mais humanizado. Tenho a convicção de que estamos prontos para começar a trabalhar e atender da melhor forma possível os cidadãos da nossa cidade”, aponta, Leandro Rosa Gomes, 36 anos, também natural da Capital.

Esta é a terceira leva de convocados, sendo a primeira publicada em janeiro e a segunda em abril deste ano. Os novos empossados contam com a efetividade do plano de cargos e carreira. A Lei Complementar n. 358, que dispõe sobre a carreira, a organização, o plano de cargos, o sistema remuneratório, o regime de trabalho, e os direitos funcionais da Guarda Civil Metropolitana de Campo Grande, e dá outras providências, foi aprovada pela gestão municipal em 2019.

A organização da carreira da Guarda Civil Metropolitana tem como pressuposto fundamental a consciência social, o comprometimento com a evolução da comunidade, o uso progressivo da força e o incentivo da participação comunitária, como instrumento para efetivação do processo de desenvolvimento das atividades essenciais da Administração Municipal.

A lei também assegura aos ocupantes de cargo da carreira da Guarda Civil Metropolitana as seguintes garantias: remuneração compatível com as responsabilidades e complexidade das atribuições do cargo, respeitando o teto constitucional remuneratório; revisão anual de vencimentos, na mesma data dos demais servidores do Poder Executivo e evolução funcional na carreira, através de capacitação oportunizada anualmente, para acesso a categoria hierárquica superior.

VÍDEO
PUBLICIDADE
COLUNISTAS
PREVISÃO DO TEMPO
Campo Grande
11°C
82% 100% 4m/s 140deg
PUBLICIDADE​
APOIO
ÚLTIMAS