Prefeitura disponibiliza cirurgia ortopédica para cães e gatos de Campo Grande

Campo Grande, 27/07/2023 às 14:08

O Convênio da Prefeitura com a UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) que permite que a Secretaria de Bem-Estar Animal (Subea) encaminhe e garanta serviços de alta complexidade, como a cirurgia ortopédica, de forma gratuita à população, continua salvando a vida de cães e gatos na Capital.

Quem tem ou já teve um animal de estimação entende a conexão que existe entre o tutor e o pet. Alguns chegam para a família de forma planejada, uns de forma inusitada e outros até mesmo de forma trágica.

É o caso da cadelinha Paçoca, que chegou para a Larissa Fidelis quando ela estava saindo para trabalhar e escutou um choro forte de um animal vindo da rua de trás da sua casa. Ela conta que foi até o local ver o que tinha acontecido, quando se deparou com a cadelinha no meio da rua, imóvel. “Quando a vi, ela estava muito magra e percebi que ela havia sofrido algum trauma na parte inferior do corpinho. Naquele momento, eu sabia que se eu não a tirasse de lá, ela ficaria à deriva e provavelmente morreria”, relatou.

Na mesma hora, Larissa disse que mandou a foto do animal num grupo de mensagens de amigos, pedindo ajuda e que um deles indicou a Subea. “Eu já tinha ouvido falar, mas não sabia que faziam esse tipo de atendimento”.

A tutora levou a cadelinha até a Subsecretaria, que passou por avaliação com um dos veterinários da Instituição e constatou a necessidade de uma intervenção mais complexa.

Segundo o médico-veterinário Edvaldo Sales, Paçoca chegou com um quadro de desidratação e anemia muito fortes, além de fratura na bacia e em um dos membros inferiores, comprovados por raio-x. Com isso, a cadelinha foi encaminhada para o hospital veterinário da UFMS, por meio do convênio, sem custos para a tutora.

Para Larissa, o que mais chamou atenção foi o fato de o município oferecer esse tipo de atendimento para a população. “Não sabia quais serviços e cuidados eram oferecidos pelo município, achei que era apenas em clínicas particulares. E para minha surpresa, a partir do momento que eu e a Paçoca chegamos à SUBEA, recebemos todas as orientações e muito carinho”.

Edvaldo explicou que situações como essas de regate de animais de rua, vítimas de algum tipo de agressão ou acidente, na maior parte das vezes o animal precisa primeiro restabelecer alguns parâmetros para poder passar pela cirurgia.

“Eles chegam bem debilitados, com os parâmetros bioquímicos bem alterados, e não aconselhamos fazer nenhum tipo de intervenção cirúrgica nessa situação”, acrescentou o veterinário.

Após três semanas, Paçoca pôde passar pelo procedimento e hoje está em casa se recuperando, mas ainda em repouso.

“O caso dela exige muito cuidado e principalmente amor. Essa mocinha é muito guerreira e acreditamos que em breve ela estará correndo e brincando. Agora ela tem uma família e todo amor do mundo”, concluiu Larissa.

Convênio

Firmado em março deste ano, o Convênio com a UFMS permite que a Secretaria de Bem-Estar Animal encaminhe e garanta serviços como radiografia, cirurgia ortopédica e internação de forma gratuita a tutores de cães e gatos do município. Além de consultas veterinárias especializadas, ultrassonografia, radiografia, eletrocardiograma, endoscopia, exames laboratoriais bioquímicos e parasitológicos, cesarianas, cirurgia ortopédica, cirurgia de piometra emergencial e atendimentos de emergência.

Atendimentos SUBEA

A subsecretaria disponibiliza 15 senhas pela manhã, a partir das 7h30 e 15 senhas a tarde, a partir das 13h. Os atendimentos ocorrem às segundas, terças, quintas e sextas-feiras. Às quartas, a equipe realiza atendimentos exclusivos a ONGs e protetores independentes. Para mais informações o tutor interessado pode ligar no 2020-1397.

Fonte

VÍDEO
PUBLICIDADE
COLUNISTAS
PREVISÃO DO TEMPO
Campo Grande
34°C
43% 40% 4m/s 340deg
PUBLICIDADE​
APOIO
ÚLTIMAS