Prefeitura lança projeto socioassistencial para imigrantes venezuelanos

Objetivo é oferecer integração, orientação e melhores condições às pessoas que chegam do país vizinho. Dourados possui a 4ª maior comunidade de venezuelanos do Brasil


event_available 26/07/2023 |
access_time 11:42 horas
Equipe realizou primeira oficina do Projeto no Cras do Jóquei Clube (Fotos: Rodrigo Pirola/Prefeitura de Dourados)

A Prefeitura de Dourados, através da Semas (Secretaria Municipal de Assistência Social), deu início ao “Projeto Bienvenido”, um plano de ação destinado ao atendimento socioassistencial de imigrantes ou refugiados da Venezuela.

Dividido em quatro equipes, o projeto é realizado nos Cras (Centros de Referência de Assistência Social) Jóquei Clube, Guaicurus, Canaã I, Parque do Lago, Cachoeirinha, na Casa da Acolhida e no Núcleo do Projeto, na região central da cidade.

“Dourados possui a quarta maior comunidade de imigrantes venezuelanos do Brasil. Nossa cidade é acolhedora, foi formada por pessoas que vieram de outros Estados e países. Então eu fico muito feliz e quero agradecer ao prefeito Alan Guedes que desde o início entendeu e apoiou esse projeto. Que possamos fazer todo o acolhimento, qualificação profissional e encaminhamento ao mercado de trabalho dos participantes”, afirma a secretária de Assistência Social, Daniela Hall.

A secretária destaca ainda que o projeto tem sido desenvolvido há um ano e tem a duração prevista de seis meses, com a possibilidade de renovação por mais seis meses, conforme a necessidade.

O Cras do Jóquei Clube, onde foi realizada a primeira oficina do projeto, abrange uma região com cerca de 45 bairros e atende em média 2 mil famílias de venezuelanos.

Entre os serviços oferecidos no “Bienvenido” estão a regularização de documentos; atendimento técnico com psicóloga e assistência social; acompanhamento familiar e oficinas com diversas temáticas; acolhimento institucional em abrigo (Casa da Acolhida) ou hospedagem em hotel (em casos de família de passagem ou em situação de rua); integração sociocultural, cidade para todos; cursos de qualificação profissional e acesso ao mercado de trabalho.

Além da Prefeitura, o projeto conta com repasse federal para a realização dos atendimentos e parcerias com instituições, como a UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados) que atua na validação de diplomas e a UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul), que vai ofertar cursos universitários para venezuelanos com ensino médio completo.

Os atendimentos acontecem de segunda a quarta-feira, das 7h às 13h. Para mais informações basta procurar o Cras da região pertencente ou o Núcleo do Projeto Bienvenido, na Casa dos Conselhos, à rua João Rosa Góes, n° 395, Centro.

Fonte

VÍDEO
PUBLICIDADE
COLUNISTAS
PREVISÃO DO TEMPO
Campo Grande
30°C
37% 0% 9m/s 330deg
PUBLICIDADE​
APOIO
ÚLTIMAS