Prefeitura recebe delegação chilena que irá instalar escritório de negócios em Campo Grande

A prefeita de Campo Grande, Adriane Lopes, recebeu na noite de ontem (6) uma comitiva chilena em um jantar de negócios. Os chilenos estão na Capital para inaugurar o Escritório Comercial da Corporação de Desenvolvimento da Região de Tarapacá, nesta sexta-feira (7). O espaço está sendo aberto para alavancar as negociações e trocas comerciais entre o Brasil e o Chile, já que a capital de Mato Grosso do Sul é vista como um hub logístico com as Rotas de Integração Latino-Americana que estão sendo desenvolvidas.

“Nós temos declarado que Campo Grande será a Capital da Rota Bioceânica, uma rota que muda a economia da região Centro-Oeste do Brasil, uma rota que que traz desenvolvimento. Estamos muito felizes em recepcioná-los. Essa inauguração da sala comercial do Chile aqui na Capital demonstra, na prática, que as perspectivas de avanço no desenvolvimento econômico que estamos buscando já é realidade. Pretendemos neste tempo, projetar a nossa cidade, avançar na integração, e fazer com que nossa Capital seja um ponto de expansão. Estamos à disposição, para que juntos, possamos promover o desenvolvimento econômico dos nossos países”, garante a Prefeita.

Campo Grande já está se transformando em um corredor e traçado certo para entrada ao Brasil, chegando a diversos outros estados, e até mesmo ao Atlântico. Se por um lado podemos chegar ao Pacifico através do Chile, passando por Porto Murtinho, Jujuy (AR), Iquique e Antofagasta, os chilenos podem fazer o caminho inverso e chegar a Campo Grande e a partir daqui ao Mato Grosso, Goiás, Distrito Federal, São Paulo e Paraná. Sendo que nesses últimos estados estão os portos de Paranaguá e Santos, utilizando o Atlântico para acessar os países europeus, por exemplo.

“Estou certo de que os empresários de Campo Grande serão competitivos no mercado asiático e para isso, nos apresentamos como a porta de saída da América Latina para o mercado asiático. Temos excelente relação com embaixador chinês, o que confere a região norte do Chile uma ligação especial com a China. Em nossa Zona Franca, a cada 4 empresas, uma é chinesa. Essa ligação nos faz crer que somos os mais indicados para acompanhar e direcionar as negociações de empresários brasileiros com o mercado asiático na cidade de Iquique. Queremos manifestar nosso compromisso público como autoridade de colaborar e contribuir sendo extremamente eficientes nesse processo”, ressalta José Miguel Carvajal, Governador de Tarapacá, Chile.

A instalação do espaço acontece depois de diversas reuniões entre a Prefeitura de Campo Grande e o Governo de Tarapacá, que foram coordenadas através das Gerência de Fomento ao Comércio Exterior da Secretaria Municipal de Inovação, Desenvolvimento Econômico e Agronegócio.

Para o titular da Sidagro, Adelaido Vila, essa é mais uma etapa que a Prefeitura de Campo Grande conclui para colocar a capital na rota do desenvolvimento.

“Campo Grande está ganhando cada vez mais no protagonismo na integração do Brasil com os países da América do Sul e da Ásia. Essa nova rota de desenvolvimento e oportunidades está nascendo e nós somos o centro. Os novos corredores vão revolucionar a logística de importação e exportação, facilitando o acesso e reduzindo o tempo gasto para o transporte de cargas até a China, por exemplo”, explica.

Para se ter uma ideia da importância da iniciativa, apenas com o Chile, Campo Grande já transacionou mais de US$ 31,631 milhões no ano de 2023, representando 32% do movimento total de comércio exterior com os países da RILA e 6,6% do total movimentado globalmente.

Comparando os meses de janeiro a maio de 2021 e de 2023, o crescimento nas compras de produtos chilenos por Campo Grande aumentou mais de 9.000% , chegando a quase US$ 1,5 milhão. O principal item da cesta de compras são peixes frescos ou refrigerados, notadamente o salmão chileno, muito apreciado pelos campo-grandenses.

Já as exportações cresceram 3% e atingiram US$ 30,138 milhões. Os principais itens da pauta exportadora estão relacionados ao complexo de carnes bovinas e rações para animais.

Já em relação aos países integrantes da Rota de Integração Latino-Americana (RILA) – Argentina, Bolívia, Chile e Paraguai – o comércio exterior de Campo Grande com estes países supera os US$ 98,986 milhões em 2023 (cerca de 20,9% do movimento total da capital), um crescimento de 53% em relação ao mesmo período de 2022, demonstrando o grande potencial comercial, bem como de serviços e turismo que a integração com estes países irá proporcionar.

“Tenho certeza que essa conexão com Campo Grande contribuirá muito com a melhoria das condições de vida da nossa população. Estou certo que essa parceria vai gerar mais oportunidades de emprego e de melhor qualidade”, avalia o prefeito de Iquique (Chile), Maurício Soria.

O gerente de fomento ao comércio exterior e chefe do escritório internacional da Prefeitura de Campo Grande, Paulo César Fialho, destaca que a instalação do escritório chileno é fruto do trabalho de aproximação realizado nos últimos anos, que consiste em valorizar as potencialidades das diferentes localidades e estimular indústria, comércio, serviços, agronegócio e turismo, além de prova do potencial da Campo Grande para a ser a capital da Rota.

Os dados são do Boletim Econômico da Secretaria Municipal de Inovação, Desenvolvimento Econômico e Agronegócio do mês de junho. Para mais informações acesse https://www.campogrande.ms.gov.br/sidagro/canais/boletins-economicos-de-campo-grande/

O encontro de negócios, que aconteceu no restaurante 067 Vinhos, contou com a presença do Coordenador-Geral de Integração de Infraestrutura da América do Sul, do Ministério das Relações Exteriores, o ministro João Carlos Parkinson de Castro, deputado estadual de MS Lídio Lopes. Da comitiva do Chile participaram a chefe de gabinete do Governador de Taparacá, Carolina Quinteros; diretor de Assuntos Internacionais de Taparacá Hector Oyarzún; representantes da área de Desenvolvimento Regional de Taparacá Alvaro Jorquera, Daniel Gonzales e Juan Pablo Egaña; deputados estaduais Germán Quiróz, Daniela Solari e Sergio Asserella; vereador de Iquique Marco Calcgano; gerente geral do Porto de Iquique Rubén Castro Hurtado; representante da Câmara de Comércio de Alto Hospício Daniel Soto; gerente geral da Zona Franca de Iquique, Jaime Soto; representantes da Associação Industrial de Pozo Almonte Pedro Romero e Claudio Castañeda.

Fonte: Portal da prefeitura municipal de Campo Grande

VÍDEO
PUBLICIDADE
COLUNISTAS
PREVISÃO DO TEMPO
Campo Grande
14°C
82% 75% 5m/s 160deg
PUBLICIDADE​
APOIO
ÚLTIMAS