Primeira etapa do Mais Saúde começa neste fim de semana em Fátima do Sul

Estão previstas 107 cirurgias de pterígio para a primeira fase do projeto

Neste sábado (24), o Governo de Mato Grosso do Sul, através da Secretaria de Estado de Saúde (SES), realiza a primeira etapa do Projeto ‘MS Saúde: Mais Saúde, Menos Filas’, programa que anteriormente era chamado ‘Caravana da Saúde’, que tem como objetivo levar consultas, exames e cirurgias à população dos 79 municípios de Mato Grosso do Sul e atender a demanda reprimida.

A primeira fase será realizada em Fátima do Sul, e consiste em avaliar os pacientes para realizar encaminhamento ao pré-operatório. Estão previstas 107 cirurgias de pterígio – membrana formada de vasos sanguíneos e tecido fibroso que cresce nos olhos – entre 1º e 2 de julho, no Hospital da Sociedade Integrada de Assistência Social (SIAS), em Fátima do Sul.

“Esses pacientes passarão por atendimento ambulatorial por meio de uma avaliação médica para o pré-operatório neste sábado no Hospital da SIAS. Logo depois, poderão ser encaminhadas já na próxima semana para a realização de cirurgia”, afirmou Maria Angélica Benetasso, diretora-geral de Gestão Estratégica da SES, Maria Angélica Benetasso.

A Secretária Municipal de Saúde de Fátima do Sul, Ludelça Dorneles dos Santos, comemorou a escolha do município para dar início ao projeto.

“Fátima do Sul será o primeiro município do Estado a realizar as cirurgias. Estamos felizes porque isto nos dá um avanço e um andamento muito grande na nossa fila de pacientes”.

A diretora executiva do Hospital SIAS, Rosa Conceição da Costa Villas Boas destaca a importância da realização das cirurgias eletivas.

“Para nós receber um projeto desta magnitude é uma honra. E ao saber que vamos poder contribuir para melhorar a qualidade de vida das pessoas que por muitas vezes, aguardam há muito tempo na fila de espera. Só da gente poder iniciar esse serviço sendo o ponta pé inicial do projeto para a realização destes procedimentos, isto nos honra muito. Se eu tivesse que descrever este momento em uma única frase seria: honra e gratidão”.

Vale ressaltar que pacientes de outros municípios, como de Ivinhema, Caarapó, Coronel Sapucaia e Iguatemi, também serão atendidos nesta etapa.

Sobre o Programa MS

O Programa MS Saúde prevê que prefeituras e estabelecimentos de saúde estabeleçam convênios que vão garantir a realização de 15 mil cirurgias eletivas em diversas especialidades, entre elas: oftalmologia, otorrinolaringologia, cirurgia vascular, cirurgia geral e ortopedia.

Também estão previstas a realização de 42,5 mil exames diagnósticos como ressonância magnética com contraste, ressonância magnética (sedação), tomografia computadorizada, endoscopia, densitometria, colonoscopia, holter 24 horas, cintilografia, entre outros.

Ao todo, serão investidos R$ 52,9 milhões, sendo R$ 45 milhões recursos próprios do Governo do Estado e R$ 7,9 milhões de recursos federais para atender à população.

Para o Ano I do Projeto MS Saúde, 37 estabelecimentos de Saúde de 32 municípios fizeram a adesão ao programa para a realização de cirurgias eletivas. E mais 33 estabelecimentos de saúde de 19 municípios fizeram a adesão para a realização de exames com a finalidade diagnóstica.

Com recurso federal, há 22 estabelecimentos de saúde de 20 municípios que estão credenciados para a realização de cirurgia eletiva.

VÍDEO
PUBLICIDADE
COLUNISTAS
PREVISÃO DO TEMPO
Campo Grande
13°C
88% 100% 4m/s 160deg
PUBLICIDADE​
APOIO
ÚLTIMAS