Profissionais da enfermagem pedem apoio da ALEMS para interlocução com Governo

Ricardo Bueno utilizou a palavra na tribuna, a pedido de Kemp
Foto: Wagner Guimarães

Por solicitação do deputado estadual Pedro Kemp (PT), Ricardo Bueno, presidente do Sindicato dos Trabalhos em Seguridade Social em Mato Grosso do Sul (Sintss-MS), utilizou a tribuna da Assembleia Legislativa nesta manhã (27), para pedir o apoio dos deputados estaduais na obtenção de conquista para a categoria. “Não podemos passar de heróis, para vilões do Estado, peço o apoio dos senhores e senhoras, pois eu sei que o peso que tem essa Casa de Leis. O que queremos é abrir um diálogo com o Executivo, e peço a formação de uma comissão com a participação dos deputados, para debater a aplicação de projeto sobre o nosso piso salarial”, afirmou.

“Todos nós já passamos pela enfermagem, todos os cuidados convergem para a enfermagem. Com a Covid-19, fomos a linha de frente destinada a enfrentar o desconhecido. Foram Equipamentos de Proteção Individuais [EPIs] improvisados e perdemos vários companheiros. O Estado foi notícia nacional no exemplo de combate à doença, devido à enfermagem, que estava jogando vacina no braço de todos vocês”, ressaltou Ricardo Bueno.

O sindicalista descreveu reunião que aconteceu ontem, na governadoria, junto aos deputados Junior Mochi (MDB) e Mara Caseiro (PSDB). “Ontem participamos de reunião sobre o termo que retiraram do projeto de piso salarial, em que era somado ao vencimento o nosso adicional de função acontecia por dedicação exclusiva, ficando então a compreensão pelo texto, que seria só a soma de subsídios. Isso é inadmissível. Temos a promessa que será feita a supressão do artigo”, concluiu.

O deputado e presidente Gerson Claro (PP) pontuou a importância da Assembleia Legislativa ser a caixa de ressonância da voz do povo. “Queremos registrar que esta Casa de Leis demonstrou sempre que recebe as demandas, é a Casa da democracia onde encaminha os pleitos com responsabilidade, e não faltará ao pleito dessa categoria tão importante para Mato Grosso do Sul”, destacou.

Mara Caseiro explica o trâmite da emenda supressiva que virá do Executivo
Foto: Luciana Nassar 

A deputada Mara Caseiro, presidente da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR), falou sobre a reunião na governadoria. “A emenda supressiva já foi enviada junto com o projeto novamente para nós, e será feita novamente a inclusão da dedicação exclusiva ao parágrafo 1º, do artigo 45. Isto está resolvido. Quanto à formação da comissão, é necessária, e proponho a participação de dois deputados da Comissão de Saúde. Também vou participar. Deixo aqui também minha gratidão a todos os técnicos e enfermeiros. Temos grande carinho por esse segmento”, registrou.

O deputado Junior Mochi (MDB), vice-presidente da CCJR, é o relator da matéria. “Definimos ontem a alteração do texto, amanhã já devolvo o parecer para votação na comissão, já com a emenda garantindo. A partir das 8h, inicia a reunião ordinária. Já a designação para a comissão é definida pelo presidente da Assembleia Legislativa”, explicou.  

O deputado Pedro Kemp (PT), destacou que a Assembleia Legislativa é a Casa da Cidadania. “Muitas vezes na Assembleia, quando iniciamos uma Audiência Pública ou solenidade, dizemos que esta é a Casa da cidadania, e manifestações como esta sempre aconteceram, e temos que entender que fazem parte da democracia”, relatou.

O deputado Rafael Tavares (PRTB) solidarizou-se com a categoria. “Os enfermeiros estão aqui hoje lutando por uma coisa legítima. Ano passado foi aprovado o piso da enfermagem e o Judiciário, extrapolando os poderes do Poder Executivo, cancelou esse aumento. Coloco o meu gabinete ao dispor de vocês, para lutarem pelo piso da enfermagem em Mato Grosso do Sul. Contem com esse deputado”, declarou.

O deputado Pedrossian Neto (PSD), vice-líder do Governo na Casa de Leis, ressaltou a importância da Enfermagem para a Saúde de Mato Grosso do Sul.  “Ressalto aa importância dessa mobilização para que possamos olhar especificamente a categoria e reconhecer a necessidade de uma valorização, que naturalmente inscreva a política de valorização no rol das preocupações do Estado. O Governo tem sido sempre responsável, tudo é possível pactuado com dois lados e com um cronograma. Um pleito justo, contem com este deputado”, garantiu.

Manifestação plural e livre da democracia, durante a sessão plenária da ALEMS
Foto: Wagner Guimarães

O deputado Professor Rinaldo Modesto (Podemos) congratulou os servidores da saúde. “Parabéns aos servidores, de forma muito especial à saúde, os heróis que em nome da Cida eu quero pedir uma salva de palma a todos vocês, porque só quem perdeu um ente querido nesta pandemia, como eu perdi mais de 50, dentre elas 3 familiares, sabe o quanto vocês foram importantes para salvar vidas. Que em curto espaço de tempo, o pleito que vocês buscam seja alcançado. Destaco aqui o quanto vocês são imprescindíveis”, concluiu.

Os deputados Lidio Lopes (Patriota), Zeca do PT (PT) e Roberto Hashioka (União) também saudaram os servidores da Saúde de Mato Grosso do Sul, presentes no Plenário Deputado Júlio Maia, na sessão ordinária desta quinta-feira (27), realizada nesta manhã. 

VÍDEO
PUBLICIDADE
COLUNISTAS
PREVISÃO DO TEMPO
Campo Grande
11°C
82% 100% 4m/s 140deg
PUBLICIDADE​
APOIO
ÚLTIMAS