Projeto expõe presença africana no Brasil a partir do futebol

Iniciativa passa por São Paulo, Paraíba, Pernambuco e Bahia

Desenvolvido para mostrar, a partir do futebol, a presença da cultura africana no Brasil, o projeto Gondwana Futebol & Cultura passou, nos últimos dois anos, pela Paraíba, Pernambuco, Bahia e São Paulo. Esteve presente em museus, unidades do Sesc, Senac, espaços culturais e times de futebol.  

Em cada ação, a partir da exibição do documentário Gondwana, A Bola Conecta, diálogos foram propostos sobre combate ao racismo, respeito às diversidades, igualdade de gênero, história, geologia e oficinas com a bola e a câmera fotográfica. 

“O projeto se desenvolve em torno da exibição de um documentário curta-metragem que fala sobre a influência africana no Brasil a partir do futebol como manifestação cultural e popular. Com essa base, a gente faz diálogos sobre combate ao racismo e empoderamento feminino, por exemplo”, diz a jornalista e fotógrafa Mônica Saraiva que, ao lado de Sebastian Acevedo, ex-atleta, formado em Direito e co-fundador do Laboratório de Inovação Esportiva SportsCoLab, desenvolveu o programa.  

Nas escolas

Os criadores agora pretendem levar a ideia para  escolas públicas. Para tanto, lançaram a campanha #Cinema1Real: Democratizar o Conhecimento a Partir da Cultura, Educação, História e Futebol. Os interessados em colaborar podem assistir ao documentário e fazer uma doação. Parte dos recursos será usada para exibições gratuitas em escolas públicas. 

“O filme é sobre a nossa cultura, a nossa história e o que somos. É sobre o futebol na rua, nas praias, nas periferias, esse futebol que faz parte da nossa história e memória afetiva”, destaca Acevedo.  

O curta-metragem Gondwana, A Bola Conecta é uma produção independente, de 23 minutos. O filme foi gravado em câmera celular e profissional, nos idiomas português, espanhol, francês e inglês.

Fonte: Agência Brasil

VÍDEO
PUBLICIDADE
COLUNISTAS
PREVISÃO DO TEMPO
Campo Grande
23°C
94% 75% 2m/s 50deg
PUBLICIDADE​
APOIO
ÚLTIMAS