Projeto pioneiro levará água potável tratada para comunidades indígenas de Dourados

A Reserva Indígena de Dourados tem mais de 25 mil pessoas, o que representa 4% da população indígena que vive em Mato Grosso do Sul. E com o objetivo de atender essas pessoas com acesso à água potável com qualidade garantida, o Governo do Estado do Mato do Sul apresentou na sexta-feira (30) o projeto piloto de abastecimento de água nas aldeias indígenas Jaguapiru e Bororó.

Na ocasião, o vice-governador José Carlos Barbosa ressaltou o importante passo que o Estado está dando. “Esse projeto é o esforço do Governo do Estado para que possa ter o projeto além das medidas paliativas que a Sanesul realizou nesses meses, já atendendo 150 famílias que não recebiam água e eram abastecidas por caminhão pipa. Hoje, aqui apresentamos uma solução que será definitiva. Sabemos que o investimento não será pequeno, na casa dos R$ 34 milhões, mas é uma comunidade com 25 mil habitantes, a maior reserva urbana do País, e tem o compromisso do governador Eduardo Riedel, em trabalhar para que as comunidades indígenas, não apenas de Dourados, mas todas as do Estado, tenham saneamento”, disse.

A apresentação do projeto culmina nas metas estabelecidas pelo governador Eduardo Riedel, de reduzir os níveis de instabilidade social, principalmente entre os povos indígenas do Estado, o que levou a formação do Grupo de Trabalho em fevereiro deste ano, com integrantes da Setescc (Secretaria estadual de Turismo, Esporte, Cultura e Cidadania), e sua vinculada Subsecretaria de Políticas Públicas para os Povos Originários; Sesai (Secretaria Especial de Saúde Indígena); DSEI (Distrito Sanitário Especial Indígena), MPF (Ministério Público Federal), Funai e Sanesul.

“Hoje é um marco para as políticas públicas e garantia da cidadania para os povos indígenas. É o resultado da união de esforços, do grupo de trabalho que começou com a primeira reunião em março deste ano, com a demanda do Governo do Estado para a segurança hídrica nas comunidades indígenas. E essa união resultou hoje neste projeto que será levado a Brasília pela bancada federal junto com o Senado. Nós, então, teremos a execução do primeiro projeto piloto com a garantia da água para todas as comunidades indígenas de Mato Grosso do Sul, pensando sempre em não deixar ninguém para trás”, reforça a secretária-adjunta da Secretaria de Estado de Turismo, Esporte, Cultura e Cidadania, Viviane Luiza.

Com o aceite do projeto pelo Governo Federal, as famílias indígenas moradoras da RID terão acesso à água de qualidade, uma vez que a água sem tratamento é a porta de entrada para muitas doenças de veiculação hídrica, especialmente entre as crianças indígenas.

“Nós usamos as ferramentas que temos e a nossa equipe para construirmos esse projeto, pois não tem cabimento, em pleno século XXI, as pessoas enfrentarem esse problema de falta d’água. Hoje finalizamos essa etapa do projeto que compete a nós enquanto Sanesul e agora segue para a esfera federal em um esforço conjunto para a execução. Eu me sinto muito orgulhoso de ter liderado essa equipe”, ressalta o diretor-presidente da Sanesul, Renato Marcílio da Silva.

O projeto piloto a partir de sua implantação servirá de base para todas as comunidades indígenas do País e outras comunidades tradicionais. “Eu me sinto muito honrado de fazer parte deste governo que colocou como prioridade na pauta o problema da água nas comunidades indígenas que se arrasta por anos. E hoje vemos esse lindo projeto construído com parcerias para solucionar a falta d’água e oferecer uma vida com dignidade para essas famílias. Eu posso dizer com conhecimento de causa, por ser um morador da comunidade Jaguapiru”, finaliza o subsecretário de Estado de Políticas Públicas para os Povos Originários, Fernando Souza.

Participaram também da reunião: o procurador da República Marco Antonio Delfino; deputado federal Geraldo Resende; deputada estadual Lia Nogueira; coordenador estadual do Dsei, Arildo; vereador Laudir Munaretto; presidente da Câmara de Vereadores de Dourados, Márcia Brito; representando a Prefeitura de Dourados, Silvio Raimundo da Silva, coordenador adjunto da Funai/Dourados; além de servidores da Sanesul e Dsei e lideranças indígenas.

Jaqueline Tente, Setescc

VÍDEO
PUBLICIDADE
COLUNISTAS
PREVISÃO DO TEMPO
Campo Grande
30°C
37% 0% 9m/s 330deg
PUBLICIDADE​
APOIO
ÚLTIMAS