Roda de conversa do Grupo de Fortalecimento reuniu idosos no Conviver para dialogarem sobre autoestima, direitos dos idosos e autoafirmação

Assunto recorrente em rodas de conversa, palestras e até mesmo cursos pagos, a autoestima é pauta de destaque na sociedade, seja pela necessidade de criar esse sentimento, ou até mesmo pelo reconhecimento da importância de trabalhar essa característica. Entretanto, o importante tema, autoestima, é deixado de lado quando se trata da terceira idade.

Em mais uma das ações do Conviver, que tem realizado diversas campanhas voltadas à valorização do idoso, a Secretaria de Cidadania e Assistência Social, por meio do Grupo de semanal Fortalecimento, abordou o tema “Autoestima na Terceira Idade”, com palestras, rodas de conversa e atividades, todas desenvolvidas no próprio CCI.

Coordenado por Maria Sobrinho, o Centro de Convivência do Idoso oferece o Grupo de Fortalecimento todas as semanas, cuja direção é feita pela psicopedagoga Bernadete Petyk Maniçoba. Segundo Maria Sobrinho, o grupo trata de importantes temas, geralmente negligenciados pela população em relação aos idosos e de grande relevância, como a depressão, autoestima, violências contra o idoso, entre outros assuntos.

Delma Prado Cavalcante, secretária de Assistência Social, reforçou a importância de dialogar sobre a autoestima com os idosos: “É muito comum vermos esse tema sendo trabalhado em escolas, faculdades e até mesmo empresas. Todavia, a pessoa idosa não tem acesso a esse tipo de conversa. Inclusive, é necessário o diálogo, já que com a chegada da terceira idade, a percepção sobre força, beleza e potencial é diferente, muitas vezes tirando o brilho e silenciando qualidades da pessoa, por acreditar que a idade é item essencial para a manutenção dessas características”, disse Delma.

Segundo Mauro Ribeiro, palestrante do último Grupo de Fortalecimento, os benefícios de exaltar as qualidades pessoais na terceira idade vão além da autopromoção e vaidade: “Além de incentivar a socialização e convivência, a autoestima desenvolve e aprimora a potencialidade do indivíduo. Com a palestra e atividades desenvolvidas, abordamos não somente a autoestima e autoafirmação, mas exploramos os direitos dos idosos e como reivindicá-los”, finalizou Mauro.

*Contém informações da assessoria de comunicação da prefeitura de Nova Andradina

VÍDEO
PUBLICIDADE
COLUNISTAS
PREVISÃO DO TEMPO
Campo Grande
17°C
63% 75% 5m/s 150deg
PUBLICIDADE​
APOIO
ÚLTIMAS