Semadesc e Suzano discutem oportunidades de geração de emprego e renda para agricultores familiares

A Semadesc (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação) e a Suzano iniciaram a discussão das oportunidades de geração de emprego e renda aos agricultores familiares dos municípios de abrangência das unidades da indústria de celulose em Mato Grosso do Sul.

Nesta sexta-feira (1º), o secretário-executivo da Agricultura Familiar, Povos Originários e Comunidades Tradicionais, Humberto de Mello Pereira e o secretário-executivo de Qualificação Profissional e Trabalho, Bruno Gouvêa Bastos, da Semadesc, reuniram-se com os analistas da Suzano Papel Celulose, Maryanna Soares de Freitas e Adriano de Arruda para tratar do assunto. Uma dessas oportunidades discutidas é o fornecimento de alimentos produzidos nos assentamentos para o restaurante da empresa que oferece mais de 10 mil refeições por dia.

“O incremento à produção da agricultura familiar com destino certo é uma ótima oportunidade. O agricultor aumenta a produção e a produtividade e tem o mercado da Suzano para consumir seus produtos”, analisa o secretário-executivo, Humberto de Mello Pereira. A instalação de apiários nas florestas plantadas e o incremento da agroflorestal nos assentamentos também foram assuntos discutidos na reunião.

Na avaliação do secretário-executivo, Bruno Gouvêia Bastos, a instalação da nova planta industrial da Suzano, em Ribas do Rio Pardo, demanda empregos no campo e é uma forma de incluir esse importante segmento da agricultura familiar no crescimento que acontece em Mato Grosso do Sul.

Também participou da reunião o coordenador de apoio à inclusão sanitária, agroindústria e certificação da produção familiar, David Lourenço.

Com Márcia Brambilla, Seaf/Semadesc

Fonte

VÍDEO
PUBLICIDADE
COLUNISTAS
PREVISÃO DO TEMPO
Campo Grande
20°C
52% 0% 5m/s 70deg
PUBLICIDADE​
APOIO
ÚLTIMAS