Tereré é declarado patrimônio cultural e imaterial de MS

Projeto do deputado Junior Mochi foi aprovado nesta quinta-feira (29) na Assembleia Legislativa

Na sessão desta quinta-feira (29), o Projeto de Decreto Legislativo 15 de 2023, do deputado Junior Mochi (MDB), que declara o tereré patrimônio imaterial e cultural de Mato Grosso do Sul, foi aprovado por unanimidade.

De acordo com o deputado, a iniciativa demonstra a importância histórica, cultural e social do tereré para a população sul-mato-grossense. “A prática de consumir a bebida está presente há muitas gerações e promove a integração, confraternização e amizade”, afirma Mochi.

O tereré foi importado do Paraguai e em 2020 foi declarado Patrimônio Imaterial da Humanidade pela ONU (Organização das Nações Unidas) e para a Unesco (Educação, a Ciência e a Cultura), conquistado pelo próprio país.

“Pesquisei e vi que a ONU declarou como patrimônio lá no Paraguai, aqui no Estado, em Ponta Porã também é, resolvi então fazer pelo Estado, é importante salientar que quando você transforma algo em patrimônio imaterial e cultural, você reconhece que esse algo faz parte do nosso cotidiano, do nosso dia a dia e não tem nada mais presente, mais característico no dia a dia usado pelo sul-mato-grossense do que o tereré”, explica o deputado.

Deputado João Henrique Catan (PL) tomando tereré na votação para tornar a bebida patrimônio cultural e imaterial (Foto: Reprodução)

Durante a votação, o presidente da Casa de Leis, Gerson Claro (PP), brincou dizendo “deveríamos estar tomando tereré pra votar esse projeto”, já o deputado estadual João Henrique Catan (PL), que participou remotamente da votação, apareceu com o tereré na mão e disse, “vou representar vocês aqui com meu tereré”.

Além do projeto do deputado Junior Mochi, foi aprovado PL 109/2023, do deputado Jamilson Name (PSDB), que denomina como Antero de Moraes o trecho da rodovia MS-472, entre o município de Bela Vista e a Ponte do Piripucu.

Já o PL 31/2023, de autoria do deputado Antonio Vaz (Republicanos), que cria a Campanha Estadual da Saúde Bucal da Pessoa Idosa, que ressalta a importância do cuidado bucal na terceira idade para prevenir os possíveis casos prejudiciais à saúde, segue para sanção do Poder Executivo.

VÍDEO
PUBLICIDADE
COLUNISTAS
PREVISÃO DO TEMPO
Campo Grande
25°C
44% 0% 3m/s 30deg
PUBLICIDADE​
APOIO
ÚLTIMAS